AVALIAÇÃO COGNITIVA DE CRIANÇA COM BAIXA VISÃO LEVE POR PROCEDIMENTOS TRADICIONAL E ASSISTIDO E SUAS RELAÇÕES COM COMPORTAMENTOS E MEDIAÇÃO MATERNA

Nome: Ana Cristina Barros da Cunha
Tipo: Tese de doutorado
Data de publicação: 06/12/2004
Orientador:

Nomeordem decrescente Papel
Sonia Regina Fiorim Enumo Orientador

Banca:

Nomeordem decrescente Papel
Edgar Schneider Examinador Externo
Maria Cristina Smith Menandro Examinador Interno
Maria Margarida Pereira Rodrigues Examinador Interno
Sávio Silveira de Queiroz Examinador Interno
Sonia Regina Fiorim Enumo Orientador

Resumo: A avaliação assistida, que inclui uma fase de ajuda, pode promover uma percepção mais otimista do desempenho cognitivo. Esta pesquisa analisou se observar a aplicação de procedimento assistido, comparado ao tradicional, influencia comportamentos e o padrão de mediação materno e sua avaliação sobre o desempenho cognitivo do filho com baixa visão leve. Doze díades mãe-criança (5-9 anos), divididas em dois grupos, passaram por um delineamento cruzado: A-B-A-C-A para G1 e o inverso para G2. Na fase A, as mães foram entrevistadas sobre suas expectativas e o desempenho cognitivo do filho, e filmadas jogando dominó com este. Na fase B, as mães foram filmadas durante a aplicação de prova assistida Childrens Analogical Thinking Modifiability ou Jogo de Perguntas de Busca de Figuras Geométricas para Deficientes Visuais. Na fase C, as mães foram filmadas durante a aplicação da Escala de Maturidade Mental Columbia no filho. Os comportamentos verbais e não-verbais maternos foram analisados nas categorias: aprovação, desaprovação, atenção e desatenção. O padrão de mediação materno nos jogos foi analisado pela Mediated Leaming Experience Rating Scale, operacionalizada. A avaliação assistida mostrou-se mais sensível para avaliar crianças com deficiência visual. As altas expectativas iniciais e os níveis de mediação maternos não mudaram significativamente após observarem os dois tipos de avaliação cognitiva. Os comportamentos de atenção foram significativamente mais freqüentes na avaliação assistida e oito mães consideraram o desempenho cognitivo melhor neste procedimento, apesar das avaliações maternas sobre o desempenho nos testes terem sido afetadas pelo delineamento a última prova apresentada foi melhor avaliada.

Palavras-chave: 1)Avaliação assistida; 2)Mediação materna; 3)Deficiência Visual; 4) Aprendizagem mediada.

Acesso à informação
Transparência Pública

© 2013 Universidade Federal do Espírito Santo. Todos os direitos reservados.
Av. Fernando Ferrari, 514 - Goiabeiras, Vitória - ES | CEP 29075-910