AVALIAÇÃO ASSISTIDA: ANÁLISE DE INDICADORES COGNITIVOS, COMPORTAMENTAIS E AFETIVO-MOTIVACIONAIS EM CRIANÇAS NA SITUAÇÃO DE INTERVENÇÃO COM SISTEMA DE COMUNICAÇÃO ALTERNATIVA

Nome: Kely Maria Pereira de Paula
Tipo: Tese de doutorado
Data de publicação: 01/10/2004
Orientador:

Nomeordem decrescente Papel
Sonia Regina Fiorim Enumo Orientador

Banca:

Nomeordem decrescente Papel
Claudia Broetto Rossetti Examinador Interno
Edgar Schneider Examinador Externo
Paulo Rogério Meira Menandro Examinador Interno
Sávio Silveira de Queiroz Examinador Interno
Sonia Regina Fiorim Enumo Orientador

Resumo: A linguagem é uma importante ferramenta para o desenvolvimento de habilidades cognitivas, afetivas e sociais, havendo sérias implicações no desenvolvimento global da criança quando a expressão lingüística é impedida ou não se processa adequadamente. Para esses casos, a Comunicação Alternativa e Ampliada (CAA) oferece recursos para compensar ou apoiar os padrões de inaptidão comunicativa. Sua implementação exige uma avaliação dos recursos da criança. A avaliação assistida, que inclui a assistência do examinador durante a prova, apresenta-se como novo paradigma na avaliação psicológica de crianças com necessidades especiais, sendo relevante verificar a eficácia e adequação de provas assistidas para casos de desordens na linguagem. Esta pesquisa investigou o uso da avaliação assistida no fornecimento de indicadores cognitivos, comportamentais e afetivo-motivacionais em 7 crianças (8-11 anos) com problemas de comunicação, freqüentando escolas (1ª-3ª série) da Grande Vitória/ES, antes e após a intervenção com sistema computadorizado de CAA. Para caracterização da amostra, foram realizadas entrevistas gravadas com mães e professores, e aplicadas escalas anamnese, Escala de Comunicação Pré-Verbal, Inventário de Comunicação, Protocolo de Avaliação da Comunicação, Lista de Avaliação do Vocabulário Expressivo (LAVE), e Protocolo de observação em sessão e sala de aula. No pré e pós-teste, foram aplicadas individualmente 3 provas cognitivas e lingüística tradicionais Escala de Maturidade Mental Columbia e Teste de Vocabulário por Imagens Peabody (TVIP) em versão computadorizada, e Matrizes Progressivas Coloridas de Raven -Escala Especial e 1 prova cognitiva assistida não-verbal Childrens Analogical Thinking Modifiability (CATM), que avalia o raciocínio analógico (A:B::C:?), contendo 32 itens em ordem crescente de dificuldade, organizados em 5 fases: preliminar, sem ajuda, assistência, manutenção e transferência, além de protocolos de registro de comportamento, operações cognitivas e fatores afetivo-motivacionais; com todas as sessões filmadas. Na intervenção com duração de 4 meses, com sessões filmadas semanais, individualizadas, de 50 min, foram utilizadas estratégias de aprendizagem mediada, em tarefas de habilidades comunicativas com programa computadorizado Imagoanavox e jogos envolvendo habilidades de raciocínio de classificação, dedução e analogia. A situação de avaliação tradicional e assistida mostrou-se exaustiva para essas crianças, que tiveram classificações inferiores, como esperado pela literatura; somente 2 crianças completaram o CATM, no pós-teste. A análise dos indicadores cognitivos identificou as operações e disfunções cognitivas nas provas tradicionais e assistida e na intervenção, além dos fatores afetivo-motivacionais e comportamentais que afetaram o desempenho, compondo um perfil intragrupo de aprendizagem na situação de resolução de problemas. Nesse sentido, a avaliação assistida mostrou-se uma importante ferramenta para o disgnóstico psicológico, complementar à abordagem psicométrica tradicional, para crianças com problemas de comunicação.
Palavras-chave: 1) Avaliação assistida; 2) Comunicação alternativa e ampliada; 3) Problemas de comunicação

Acesso à informação
Transparência Pública

© 2013 Universidade Federal do Espírito Santo. Todos os direitos reservados.
Av. Fernando Ferrari, 514 - Goiabeiras, Vitória - ES | CEP 29075-910